Ciro Gomes chama PT de “bando de ladrão”

Ciro Gomes diz que Lula tem na cadeia privilégios jamais concedidos a outros presos do sistema penal brasileiro
Por Juliana Cipriani

Candidato à Presidência da República nas eleições de 2018, quando ficou atrás de Fernando Haddad (PT-SP), o cearense Ciro Gomes (PDT), ex-governador, ex-ministro de Estado, advogado e professor universitário, recusou-se a desmontar os palanques daquele campanha para tentar manter seu nome em evidência até as eleições gerais de 2022. É uma estratégia de risco, dizem especialistas em eleições brasileiras, por conta do excesso de exposição na mídia ele pode ter sua imagem desgastada até o pleito vindouro. No entanto, para o experiente político, que já foi deputado estadual pelo Ceará (1983-1989), prefeito de Fortaleza (1989-1990), governador do Ceará (1991-1994), ministro da Fazenda (1994-1995) do governo de Itamar Franco, ministro da Integração Nacional do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e deputado federal entre 2007 e 2011, manter-se em permanente campanha pode garantir a tão almejada vitória após três tentativas frustrantes (1998, 2002 e 2018).
Com essas perspectivas, segue em busca de espaço para se firmar como alternativa ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) em 2022. Ciro Gomes vem percorrendo o Brasil e tem aumentado seus ataques ao Partido dos Trabalhadores. Em recente entrevista, Ciro se referiu ao PT, com o qual já esteve unido, como “um bando de ladrão e mentiroso”. Disse acreditar que não terá Bolsonaro como concorrente em 2022 e também apostou em uma ruptura entre o presidente e o ministro da Justiça, Sérgio Moro. “Acho que vão acertar a faca nas costas um do outro a bem do país”.
Veja os principais trechos da entrevista:

O sr. é único presidenciável que está de fato andando pelo país. Essa aparição tão antes da eleição não pode gerar desgaste?
Tive quase 14 milhões de votos que me mandaram fazer oposição, fiscalizar, cobrar, apontar os equívocos. Os tempos pedem que eu não faça só a denúncia do que está errado, estou assumindo e dando a cara a bater de propor alternativas práticas com números, dizendo como resolver os problemas a cada crítica que faço. Isso é uma linha do PDT e estou me sentindo cumprindo minha obrigação. Não me conformaria de ficar em casa esperando o circo pegar fogo para rir da cara do palhaço.

É uma coisa que o PT, que ficou em segundo lugar, deveria estar fazendo?
Sem nenhuma dúvida. O PT, pelas contradições brutais que teve, está muito sem poder fazer o que estou fazendo. O PT, na hora que chega em uma discussão, imediatamente perde a qualificação porque as pessoas dizem que passaram 14 anos no governo e não fizeram. O bolsonarismo faz isso. Outro dia saiu pesquisa despencando aprovação do Bolsonaro. Aí Bolsonaro, orientado por assessores disse ‘olha eu erro mesmo, nem sempre consigo resolver os problemas mas se vocês puxarem a corda muito forte o PT vai voltar’. Aí imediatamente a Gleisi Hoffmann que é lider dessa burocracia corrupta que é o PT diz assim: ‘esse negócio de centro no Brasil não existe, a eleição de 2022 vai ser o Bolsonaro contra o PT’. Os dois estão se alimentando e o Brasil que se arrebente. Estou lutando desesperadamente para construir um caminho onde a gente bana o ódio ou a boçalidade bolsonarista e o ódio extremista e corrupto do PT.

(…)

LEIA MAIS — Novo acordo com o PT está fora de cogitação, avisa Ciro Gomes

1 — Como Davi Alcolumbre vem surpreendendo na presidência do Congresso Nacional

2 — Escritor defende a arte como ferramenta para demolir mitos e autoritarismos

3 — O Facebook de Mark Zuckerberg permite outro vazamento de dados dos usuários

4 — Pesquisas buscam a interação entre qualidade de vida e desenvolvimento sustentável

5 — Meninas de até 13 anos foram as principais vítimas de estupro em 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.