INTERIOR

DESCASO

Moradores do Bailique denunciam abandono social e político

Estado de calamidade pública. É esta a situação em que se encontram as comunidades localizadas no Arquipélago do Bailique
Equipamentos antes utilizados pelas comunidades do Arquipélago do Bailique estão em escombros por causa do abandono

Por Eduardo Neves

Se quem mora em Macapá já se depara com a falta de ações do governo do Estado e da Prefeitura de Macapá, para quem mora no arquipélago do Bailique é pior ainda.
Foi o que constataram o deputado federal Camilo Capiberibe (PSB), o ex-senador João Alberto Capiberibe e a ex-deputada Janete Capiberibe recentemente visitaram a localidade.
“Estamos há 20 vinte dias sem energia elétrica. A escola Bosque está abandonada, as passarelas estão caindo e não temos apoio de ninguém”, disse a moradora da Vila Macedônia, Maria Luíza.
Na Vila Paraíso, com a presença de representantes das comunidades de Vila Progresso, Macedônia, Igarapé do Meio, Jaranduba, Bom Futuro, São João Batista e Franquinho, a ausência de ações das gestões de Waldez Góes (PDT) e de Clécio Luís (Rede), no Arquipélago do Bailique, é afirmação unânime. “O Bailique só é olhado quando o PSB está no poder”, afirmou o Pastor Geovani Carvalho.
O ex-senador Capi lamentou o que está acontecendo no Bailique e no Estado todo. “Aquela decisão do TRE de véspera das eleições, anulando os meus votos e os de Janete, ajudou para continuar infelicitando a vida da maioria da nossa população. Mas é preciso ter esperança e acreditar que é possível recomeçar”, disse Capi.
Em meio a tantos problemas enfrentados pelos moradores do Bailique, uma articulação do deputado Camilo, juntamente, com o senador Davi Alcolumbre (DEM) vai possibilitar pela primeira vez a localidade ter ensino superior gratuito através da Universidade Federal do Amapá (Unifap).
“O nosso mandato vai garantir a continuidade desse projeto de melhorar a vida das pessoas através da Educação”, ressaltou Camilo.

TORNE-SE ASSINANTE MENSAL DESTE SITE POR APENAS R$ 9,99

Torne-se mantenedor universal deste site. Faça uma assinatura trimestral por apenas R$ 9,99. É simples: preencha e envie o cadastro abaixo, em seguida, deposite em nome de Emanoel Reis, Banco do Brasil, Conta 97045-X – Agência 2825-8 , o valor correspondente à sua assinatura (R$ 9,99). Envie para o e-mail pautamcp@gmail.com cópia digitalizada do comprovante de seu pagamento. Concluída esta operação, você receberá em seu e-mail a SENHA exclusiva para acessar todas as reportagens especiais publicadas neste site. Participe desta grande corrente de apoio à Imprensa Livre. Assine o Amazônia Via Amapá.